REDAÇÃO FLY BY NIGHT

Entrevista com Ney Faustini

Paulistano é o headliner da Beat On Me.

18/04/2017 | 12:34 - por Redação FBN
Entrevista com Ney Faustini

Até quem não é da serra tá se programando pra subir. Afinal, um dos núcleos que mais cresce por lá está comemorando dois anos de sucesso. Isso mesmo! Neste sábado (22), a Beat On Me faz aniversário no Muinho Farroupilha. E quem vai ganhar um baita presente é sim o público. O paulistano logoNey Faustini
E-Music
Ney Faustini
é o headliner da noite!!!

Ele que já levou o título de DJ Revelação pelo RMC (2013), é residente do logoD-Edge
São Paulo - SP
D-Edge
, e coleciona apresentações nos principais clubs do país, acaba de ser confirmado como uma das atrações do primeiro logoDGTL
São Paulo - SP
DGTL
São Paulo. Com passagens também por Moscou, Berlim, Amsterdam e Freiburg, ainda é conhecido por incríveis releases. Como produtor, Ney já lançou pelas gravadoras Foul & Sunk (Suiça), Appian Sounds (Irlanda), Fox Trax (Rússia) e Fountain Music (Japão), além da própria logoD-Edge
São Paulo - SP
D-Edge
Records.

​O FBN aproveitou o momento para bater um papo com o Ney. Confere aí!

Cara você tá confirmado na primeira edição do logoDGTL
São Paulo - SP
DGTL
no Brasil. Seria uma das principais gigs desse ano? Como recebeu essa notícia?

Sem dúvida posso considerar como uma das principais gigs do ano. É mais um festival inovador chegando por aqui, principalmente no que diz respeito à sustentabilidade, além de trazer uma mescla bem interessante de artistas. Fiquei ainda mais feliz por poder tocar no palco Frequency antes da Lakuti e da Tama Sumo, que é uma das minhas DJs favoritas.



Você também está vindo tocar em uma festa de um núcleo bem reconhecido aqui da região sul. E frequentemente você aparece em line ups de outros núcleos que trabalham muito pela música eletrônica. Quais deles, citaria como referência pra galera que curte a Beat On Me?
Eu tenho ido muito aos três estados do sul, e fico sempre impressionado com a anergia e receptividade do público. Acho que cada núcleo ou club tem seu papel nesse amadurecimento e consolidação das festas, além de impulsionar o surgimento de novos DJs e produtores, o que é muito importante. Eu poderia citar cada um dos núcleos que conheci nos últimos dois anos, por exemplo, mas posso dar como referência a Troop, de Florianópolis, o qual sou residente.

Releases!!! Tá trabalhando em algum lançamento pra logo? Com que gravadoras tem trabalhado e que últimas tracks que você lançou poderia listar?
Diminui um pouco o ritmo de lançamentos de dois anos pra cá, mas lancei algumas collabs, sendo duas dessas com o logoStekke
E-Music
Stekke
e outra com o The Soul Architect, além de remixes. Neste ano quero terminar pelo menos dois novos EPs autorais com selos ainda não definidos, mas muito provavelmente com alguns que já trabalhei, além de novas collabs. Tenho dois remixes que já estão prontos, apenas aguardando uma data oficial para serem lançados, ainda nesse 1º semestre: um pro duo Klankvol, no selo Totoyov, e outro pro Bruno Limma, que será lançado em vinil pela Mentha Records.





Falando em tracks que lançou, pode citar os últimos releases que você tem ouvido muito de outros artistas!?
Tenho tocado muito o último EP do Fred P, pela Secretsundaze. Além de ser um grande artista, ele é muito prolífico, e quase todo mês tem um lançamento que acaba indo pro case, alguns mais house, outros mais techno. 'Cottbus' é uma das músicas que mais tenho tocado, do alemão Johannes Albert, e que deve sair em breve pelo novo selo dos amigos suiços do Foul & Sunk, selo que lançou meu primeiro vinil, cinco anos atrás. Destaco também o lindo álbum do trio francês Mandar, e a coletânea que a Rush Hour lançou mês passado com o Ron Trent, trazendo alguns dos maiores clássicos do seu selo, Prescription. Essencial pra quem gosta de deep house e de Chicago.

Pra fechar, então. Pessoal da Beat On Me pode esperar o que do teu set?
Estou bem ansioso e animado pra tocar na Beat On Me! Mas só chegando mesmo na festa pra sentir o clima e deixar rolar, no caminho que for, mas "basicamente" house e techno em variadas formas, origens e sonoridades!

Voltar para redação