REDAÇÃO FLY BY NIGHT

[REVIEW] DGTL São Paulo

A 1ª edição do festival deixou a sua marca usando a antiga fábrica de tecidos para costurar mais um importante capítulo na cena brasileira

18/05/2017 | 11:02 - por William Fakeiti
[REVIEW] DGTL São Paulo

Com um conceito industrial somado a sustentabilidade, além de uma trilha sonora formada pelo melhor do techno mundial, não poderíamos esperar menos do que uma experiência fantástica.

O percurso até o festival foi um pouco longo e demorado, pois pegamos metrô, trem e Uber para chegar até o local do evento, uma fábrica abandonada. E foi assim que aconteceu o logoDGTL
São Paulo - SP
DGTL
São Paulo
, com um line up inovador em termos de festival no Brasil. Artistas lendários como logoCarl Craig
E-Music
Carl Craig
, logoDerrick May
E-Music
Derrick May
, logoAme
E-Music
Ame
, Apparat, além de logoMind Against
E-Music
Mind Against
, logoRecondite
E-Music
Recondite
, Tama Sumo, Speedy J.

Dgtl SP

Vamos destacar os nacionais Teto Preto esfregando a Mamba Negra na cara da sociedade (quem viu, viu!) com muita classe e riqueza musical e a como sempre divisora de vibes da balada, estamos cada dia mais fã dela: logoEli Iwasa
E-Music
Eli Iwasa
que arrazou mais uma vez, ela sempre vem com o fogo pra incendiar a pista, tem sido assim, no WDF foi também exatamente igual, a festa de divide em a.E e d.E (antes e depois de Eli).

logoEli Iwasa
E-Music
Eli Iwasa
live direto do palco Modular no logoDGTL
São Paulo - SP
DGTL
São Paulo

Publicado por DGTL São Paulo em Sábado, 6 de maio de 2017


Voltando... o f*** foi perder um artista que você queria ver em um palco, pra ver outro em outro palco, e assim se foram três: Frequency, Modular e Generator, cada qual com um provocação sensorial distinta, seja por variações do estilo musical em cada palco, seja na obra artística de iluminação e no trabalho visual do artista Multi Randolph.

O Palco Modular, por exemplo, foi uma experiência através de bastões luzes de LED dando uma experiência estética 3D através de uma instalação analógica. Pura arte! Já no Generator, havia um telão ao fundo, mas o destaque mesmo foi a iluminação sincronizada no teto fazendo os feixes de luz brincarem com os nossos sentidos. E o Frequency que era mais voltado a house e na área externa, open air, todo feito em madeira reaproveitada, um charme ao amanhecer do domingo.



O conceito de sustentabilidade pegou muito bem, não havia praticamente lixo no chão, pois você comprava um copo e usava o mesmo para o refil das bebidas. Por ser um festival desse nível água à R$7,00, devolvendo a garrafinha, estava ótimo se comparado a outros, mas aquela micro latinha de Stella a R$12,00... Os caixas móveis também chamaram a atenção de forma positiva, haviam muitos circulando na pista, então nada de fila pra comprar, porém umas 4h da manhã, no momento alto da festa, o bar ficou lotado demais e ficou difícil encher o copo. Outro ponto que deve ser revisto pela organização: o banheiro. Aquele tipo de mictório que foi usado no masculino não deu conta do fluxo, causando um cheirinho ruim pra quem estava atrás na pista.

As nove mil pessoas presentes no festival conseguiram lotar totalmente as pistas - foi sold out. Não conseguimos destacar apenas um momento inesquecível, porém logoCarl Craig
E-Music
Carl Craig
tocando Domino do logoOxia
E-Music
Oxia
no Generator, eu diria que foi um importante momento do festival. Sem falar na apresentação do logoMind Against
E-Music
Mind Against
, realmente arrebatadora.



Enfim, o Brasil merece muito mais festivais nesse nível e pelo conjunto da obra, com certeza, o logoDGTL
São Paulo - SP
DGTL
deixou a sua marca usando a antiga fábrica de tecidos para costurar mais um importante capítulo na cena e eletrônica nacional. Estamos aguardando a próxima edição ansiosamente.

E rolou a primeira edição do logoDGTL
São Paulo - SP
DGTL
São Paulo. Como deveria ser: Com artistas que olham para o futuro, música excelente e em um lugar especial. E junto com você. Já estamos ansiosos pela próxima edição. Registre-se para o ano que vem: http://bit.ly/DGTLRegistre-se

Publicado por DGTL São Paulo em Segunda, 8 de maio de 2017
Voltar para redação