REDAÇÃO FLY BY NIGHT

[THE RESIDENTS] Entrevista com SOLDERA

'É o publico que me fez chegar onde estou hoje, quero sempre dar meu melhor como DJ, produtor, organizador de eventos ou qualquer seja a missão dada'

10/10/2017 | 18:10 - por Matth
[THE RESIDENTS] Entrevista com SOLDERA

Nosso convidado é mais que especial para o The Residents, assumiu a responsabilidade de ser residente de um dos maiores clubs do mundo, simplesmente o logoAnzu Club
Itu - SP
Anzu Club
. Junto a isso é um dos grandes responsáveis pelo crescimento da cena brasileira, e uma mente incessantemente criativa, tendo tracks lançadas pela House Mag, Black Belt, Up Club etc. Com muita honra, informamos que hoje, nosso papo é com o grande mestre logoSoldera
E-Music
Soldera
!

SOLDERA

Olá logoSoldera
E-Music
Soldera
, é uma honra falar com você! Obrigado por aceitar nosso convite e seja bem-vindo. Primeiramente, após mais de 10 anos de carreira, conta pra nós como foi o despertar do Rogério para a música?

Olá! O prazer é todo meu, obrigado. No Brasil a gente nasce ouvindo musica, então é bem difícil lembrar o momento exato. Eu sou um cara eclético, gosto de ouvir de tudo.

Talvez a maior parte da tua carreira esteve ligada ao logoAnzu Club
Itu - SP
Anzu Club
, juntos vocês construíram conceitos e mostraram que a música não deve ter preconceitos, tornando o Anzu um dos maiores clubs do mundo. Conta para nós, o que você está sentindo neste momento em que é anunciado o fim deste ciclo, e como foram esses anos todos de residência, além é claro da #Pistinhameuamor?

Não tem como falar do logoSoldera
E-Music
Soldera
e não ser relacionado ao logoAnzu Club
Itu - SP
Anzu Club
, ali foi minha primeira residência, junto a isso veio toda a responsabilidade de ser um DJ “notável”. Também toda a parte de curadoria que fiz na pistinha e também na parte artística do club na área mais underground dos lines. Entrei no club logo após a entrada de Felipe Gaspar, na época o club não estava nem entre os 100 melhores da DJ Mag. Em 2015 quando atingiu o auge no 19 lugar, fui citado pela própria revista inglesa, como o grande responsável pela conquista do clube!

Esse foi e sempre será o hino da pistinha, não poderia faltar na última noite. Não foi nada fácil segurar a emoção, na pistinha e no pistão a lágrima desceu. Sem duvidas essa Anzuclub foi a mais legal e emocionante de todas! Ainda não caiu a ficha de que realmente não iremos viver isso novamente... #pistinhameuamor #anzuforever

Publicado por SOLDERA em Segunda, 9 de outubro de 2017



Você é por natureza de uma criatividade pulsante, idealizador da FewBeats, Love Clan, BlackBelt Department e #pistinhameuamor. Como está essa mente inquieta atualmente e o que podemos esperar para o futuro?
Eu tenho déficit de atenção, quando não estou concentrado em uma coisa, tento logo pensar em outra coisa ligada ao meu ramo, com isso aparece músicas, festas etc. Hoje o foco total está em minhas produções e na gravadora recém lançada. Também temos toda a plataforma de eventos, onde acontecerão mais 6 até o final do ano, como, Café de la Music On Tour, FewBeats, Cocal Paradise, Chateau dos Vinhais e Barão do Café. Ainda para 2018, a meta é fazer a label #pistinhameuamor rodar todo o Brasil, com a mesma proposta que tivemos no logoAnzu Club
Itu - SP
Anzu Club
. Essa marca foi criada por mim e não quero deixar ela encerrar junto ao club, acredito que tenha muita lenha ainda a ser queimada.

logoTomorrowland
Tomorrowland
Brasil, logoXXXperience Festival
Itu - SP
XXXperience Festival
, logoTribe Festival
Campinas - SP
Tribe Festival
, logoFederal Music
Brasília - DF
Federal Music
, Luv N’ Beats, Warung Tour e MOB Festival. Esses são alguns dos lugares que você já tocou, tem alguma história que ficou marcada nesses anos de carreira e que possa compartilhar conosco?

Quando comecei, pensava que se eu tocasse em algum desses que você citou eu já poderia parar satisfeito. Hoje toquei em todos, por várias vezes e me sinto muito feliz por isso, sinal que as metas estão sendo atingidas e não podemos parar de sonhar nunca. Além de todos esses citados a cima, também tenho boa lembranças da tour que fiz em 2015 em Ibiza e em 2016 na República Dominicana, onde toquei junto a logoGuy Gerber
E-Music
Guy Gerber
.

Uma noite toda de GUY GERBER e SOLDERA. .. Hasta luego República Dominicana 🇩🇴

A post shared by SOLDERA (@soldera) on


Sua versatilidade como DJ é revelada também nas suas produções, bastante coisa está sendo lançada e ficamos sabendo que tem muita coisa por vir ainda este ano. O que realmente te toca ou impacta na hora de produzir e lançar uma música?
No estúdio é sempre uma surpresa, acredito que produção seja estado de espirito, clima, etc. Por isso se observar, cada track tem uma cara e uma timbragem diferente, não me apego a estilo. Moramos no Brasil e sabemos que aqui as coisas são bem difíceis, claro que tenho uma linha que jamais irei romper, mas podem conter em meus sets e produções, independente de ser Techno, sempre ter alguma coisa da house music.


Vemos uma grande quantidade de DJs e aspirantes atualmente, muito disso se deve a universalização do conhecimento, porém muitas vezes parece ser esquecido o fator “arte”. Para quem está iniciando neste mundo, o que você diria?
Poxa! Eu pago um pau pra essa molecada nova que está aparecendo! Tenho meu irmão caçula aqui que com 16 anos já produzia. Hoje está uma máquina de fazer musicas, porém sempre aconselho junto as produções, ser um bom DJ. Cansamos de ver artistas que aparecem com um hit, ganham muita visibilidade e depois simplesmente desaparecem por não entregarem o esperado na hora da apresentação.

Desde o início, as pessoas se conectam com você através da música e pela referência que você se tornou. Qual recado você gostaria de deixar para eles hoje?
Eu só tenho a agradecer, é o publico que me fez chegar onde estou hoje, quero sempre dar meu melhor como DJ, produtor, organizador de eventos ou qual seja a missão dada. Vamos com tudo, porque a jornada ainda é muito longa!

Voltar para redação