REDAÇÃO FLY BY NIGHT

[THE RESIDENTS] Entrevista com Olivers

'O legal da música eletrônica são as infinitas possibilidades a que ela permite'

10/11/2017 | 09:48 - por Matth
[THE RESIDENTS] Entrevista com Olivers

The Residents ed. #12, orgulhosamente traz o duo que, desde 2013, une forças e vem solidificando cada vez mais sua carreira. De lá pra cá vive uma ascendência contínua, porém a história é bem mais longa que isso. Nessa história nossos convidados já tiveram lançamentos por: BlackMilk, Beachside, Dalzochio, além da residência numa das festas mais conceituadas do Sul do Brasil, a logoColours
Caxias do Sul - RS
Colours
. Com muita satisfação logoFer Oliveira
E-Music
Fer Oliveira
e logoAnder Oliveira
E-Music
Ander Oliveira
, chegou à hora de logoOlivers
E-Music
Olivers
!

Olá pessoal sejam muito bem vindos ao The Residents, ótimo tê-los aqui. O logoOlivers
E-Music
Olivers
já tem um bom tempo de estrada, conta para nós porquê e como vocês decidiram formar o duo?

Olá, é um prazer estar conversando com vocês! Essa é uma história engraçada, pois a maioria das pessoas acham que somos irmãos, mas, na verdade, nos conhecemos tocando, a mais ou menos uns 7 anos atrás. Eu (Fernando) começava a idealizar a Freedom, em Farroupilha, e o Ander fazia algumas festas no Curinga Bar, em Caxias. Um dia fiquei sabendo dessa festa no Curinga pelo orkut e resolvi conhecer. Gostei, pois eles tinham a mesma ideologia que eu. Acabamos sendo apresentados e ficamos amigos, tocamos em algumas festas juntos e rolaram alguns b2b juntos, como a galera acabava curtindo, resolvemos oficializar a parceria em 2013. Quanto ao nome, quando fazíamos b2b a galera falava "os oliveiras" em função de nossos sobrenomes, aí surgiu a ideia de abreviar pra logoOlivers
E-Music
Olivers
.




Vocês são residentes de uma das festas mais importantes do país, a logoColours
Caxias do Sul - RS
Colours
. De que forma se deu essa relação e qual a importância para a carreira do logoOlivers
E-Music
Olivers
e para suas vidas?

Ambos estávamos dando os primeiros passos como DJ quando o Fran deu start na logoColours
Caxias do Sul - RS
Colours
. Desde o inicio ela se tornou referência para nós, tentamos contribuir da melhor forma, pois naquela época haviam muito poucas opções de festas eletrônicas com um conceito legal por aqui. Com o passar do tempo o Fran acabou convidando o Ander para ser residente e, logo após, veio o convite para mim. Nessa época ainda cumpríamos a residência tocando separados, mas de uns dois anos pra cá temos tocado com o logoOlivers
E-Music
Olivers
- e sempre rola um feedback legal do pessoal! É sempre importante ter residência em uma festa que é referência no país inteiro. Você tem mais pessoas ligadas no seu trabalho, também tem a oportunidade de tocar ao lado de DJs incríveis e, o principal, aprende-se muito! Então é muito prazeroso contribuir um pouco com a festa.



BlackMilk, Beachside e Dalzochio são alguns dos selos que já lançaram produções suas, com ótimo respaldo, diga-se de passagem. O que inspira vocês como produtores e como vocês funcionam em estúdio? Vem coisa nova por aí?
Tivemos lançamentos bem legais no ano passado, mas sentimos necessidade de focar mais em estúdio nesse ano e aguardar para lançarmos novas músicas, então podem esperar porque vem muitas por ai! Quanto às inspirações, são as mais diversas, desde artistas que gostamos, até as festas em que tocamos nos inspiram a criar, gostamos de imaginar o que funcionaria na pista, com o que gostamos de ouvir. O legal da música eletrônica são as infinitas possibilidades a que ela permite.

Estamos vivendo um grande momento da música eletrônica no Brasil e consequentemente aqui no Sul. Qual a impressão de vocês quanto ao mercado da música e para onde estamos andando?
Realmente o momento é muito bom! Diversas opções de festas, onde o pessoal pode escolher - o que antigamente não acontecia. Isso tem um lado bom, mas também tem o lado negativo, pois quando um gênero musical ganha uma proporção tão grande, acaba trazendo muita gente oportunista para dentro, que várias vezes pensam mais no dinheiro do que na qualidade do evento. Claro que o pensamento é aquele: o que é bem feito e com alma, sempre vai prevalecer sobre essas coisas. A parte boa é que também tem muita gente fazendo um trabalho sério, querendo educar o público musicalmente, trazendo novidades, temos tantas festas legais rolando aqui que prefiro nem citar, para alguma não cair no esquecimento.

Durante todo esse tempo vocês passaram por grandes clubs e festas como: Amazon, Flowers, logoLevels
Porto Alegre - RS
Levels
, logoCultive
Garibaldi - RS
Cultive
, logoColours
Caxias do Sul - RS
Colours
(claro) etc. Contem alguma história que marcou vocês?

Acho que todas as festas são importantes, cada uma sempre fica marcada de alguma maneira e somos gratos por todos que reconhecem o nosso trabalho. Claro tocar nas festas aqui da Serra é sempre especial, porque normalmente tem muitos amigos na pista. Um momento que marcou bastante talvez tenha sido o aniversário do logoCultive
Garibaldi - RS
Cultive
no ano passado (2016). Encerramos a pista depois da logoEli Iwasa
E-Music
Eli Iwasa
e tocamos mais ou menos umas 3h. Já havia até passado do horário de fechar o club, desligamos o som umas três vezes e o pessoal pedia mais uma música, até que tivemos de desligar de verdade e o pessoal ficou uns cinco minutos cantando "eu não vou embora", isso marcou bastante.

Um pouco da nossa apresentação no logoMohave Lounge Club
Getúlio Vargas - RS
Mohave Lounge Club
, valeu pela energia galera ❤ "registro feito pelo bro Leonardo Lorenzi"

Publicado por Olivers em Quinta-feira, 3 de novembro de 2016



Muita gente torce e anda junto de vocês nesta trajetória que só tende a crescer. Que recado final vocês deixam para essa galera?
Sempre gostamos de dizer que é o público que nos motiva, nos da força. Parece clichê, mas realmente é a verdade, as mãos pra cima, a felicidade no rosto das pessoas quando estão dançando ao nosso som, isso não tem preço! Continuem nos acompanhando e nos apoiando que vamos retribuir com muita música!

Voltar para redação